verbo inglês, ir <s>construindo</s> editando uma wiki

.posts recentes

. Academia Wikipédia, Expon...

. "A" votação ou "A" hora

. Duas perguntas...

. A sustentabilidade da Wik...

. Pseudo-ciência

. Arbitrar

. Concursos

. É proibido adjectivar

. Apologia da gralha públic...

. O efeito esquecimento

.arquivos

. Abril 2010

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

Sábado, 28 de Fevereiro de 2009

É proibido adjectivar

Há muitos muitos anos, ainda os animais falavam, lembrei-me de perguntar a uns amigos porque não se punha em votação uma proibição de adjectivar.

 

Se eu quero falar de ti digo, {{usuário|nome_de_usuário}} fez isto e aquilo, não, o "adjectivos_1" do {{usuário|nome_de_usuário}} que não passa de um "adjectivos_1" fez "advérbios_de_modo_1" uma "adjectivos_3" que consistiu em "adjectivos_4" bloquear o "adjectivos_5" {{usuário|nome_de_usuário2}}. Claro que era logo invocada a figura do censor, e ninguém aprovaria...

 

Mas mau mau é ler a esplanada (aquela vez no ano em que uma pessoa de enche de coragem e lá vai) e ver só ataques pessoais e muita muita porcaria.

 

Sem adjectivos e ataques pessoais a comunicação ganhava conteúdo... Mas se os ataques pessoais estão proibidos há muito e continuam a estar presentes, não vale a pena pensar em retirar os adjectivos.

publicado por EP às 10:57
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

Apologia da gralha pública

Até por ter sido durante muito tempo o jornal disponível no meu local de trabalho, habituei-me a ler o Público. Além de gostar e lê-lo online, que as vacas estão magras, tenho ainda de fazer outra nota.


É, de longe, o melhor jornal a fazer cobertura do mundo da net e multimédia, até o site tem avanço largo face a muitos da concorrência.

Se calhar foi azar, possivelmente pressa. Inevitavelmente veio à baila, e muita pancada levou o ceguinho, mas as razões deviam claramente ter sido outras...

 

O Público é de longe o melhor, e praticamente o único, a acompanhar esse fenómeno que (como o Rei-Artur regularmente informa) está no top-5 das buscas dos internautas portugueses, portanto a Wikipédia agradece-lhe o merecido destaque!

 

Uma gralha, é uma gralha é uma gralha!

publicado por EP às 18:59
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

O efeito esquecimento

Seguindo-se à análise do efeito Alvim lembrei-me de ver a velocidade de esquecimento do mesmo, medindo o número de visitantes. O que é interessante tendo em conta a presença de podcasts no sítio da antena 3. A prova oral foi dia 21 e no dia 31 o artigo do Alvim, voltou a ter a vintena de visitas habituais.

 

1 - A curva de descida de 21 a 25 seguiu uma exponencial com quadrado do coeficiente de correlação momentânea do produto Pearson (R2, medição do ajuste da aproximação aos dados) 0.947 e uma constante de tempo de 1.64 dias (muito rápida a dissipação), enquanto que uma regressão logarítmica tem 0.965 e (uma muito poderosa) regressão quadrática atinge 0.997.

 

2 - A curva de 26 a 31 tem um R2 da exponencial (com constante de tempo 3.7 dias) com 0.640 e da quadrática com 0.860

 

3 - A totalidade dos dias tem um R2 da exponencial (com constante de tempo 4 dias) com 0.751, da logarítimica com 0.805 e da quadrática com 0.806.

 

Conclusões?

A dissipação foi bem rápida (exponencialmente…) nos primeiros 5 dias, mas nos dias 26 a 30 o número de visitas estabilizou (responsável pela falta de adequação da exponencial e possivelmente motivado pelo podcast). Espero que os visitantes tenham ficado bem impressionados e tenham navegado por outros artigos, e não que tenham deixado de vir à wikipédia.pt.

 

Motivos?

Pessoal que ouviu o podcast com algum atraso. Pessoas que tentaram aceder para ver se já era possível vandalizar o artigo. Pessoas da antena 3 e da família do Alvim que se lembraram de voltar para ver o estado do artigo.

 

Efeitos e observações

Esquecimento exponencial com estabilização intermédia descreve bem o tipo de dinâmica imaginável: os ouvintes do directo, os que se lembram e vão confirmar no dia seguinte, e no outro, até aos últimos ouvintes do podcast, a partir daí volta ao normal. É curioso ver que a dissipação não foi total, por exemplo no início de Fevereiro o artigo do Alvim tem (embora irregular) uma média superior à de Janeiro. Presumo que sejam pessoas que retiveram um pouco mais tempo o tópico do programa e ficaram com um certo “bichinho” da coisa.

 

Para o futuro

Só me resta imaginar o quanto não cresceria em conteúdo e consideração/reconhecimento em Portugal a wiki.pt se houvesse um trabalho mais forte (à la wiki.de)… Assim, o efeito de cada visita à comunicação social traria editores, defensores da qualidade da nossa wiki e efeitos muito mais fortes a curto prazo e visíveis a longo prazo.

 

A nossa batalha será o aumento da constante de tempo já que será muito difícil fugir a este grau de semelhança com a exponencial.

publicado por EP às 16:03
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds