verbo inglês, ir <s>construindo</s> editando uma wiki

.posts recentes

. Academia Wikipédia, Expon...

. "A" votação ou "A" hora

. Duas perguntas...

. A sustentabilidade da Wik...

. Pseudo-ciência

. Arbitrar

. Concursos

. É proibido adjectivar

. Apologia da gralha públic...

. O efeito esquecimento

.arquivos

. Abril 2010

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

Quinta-feira, 17 de Abril de 2008

Ninguém se chega à frente

Uma certeza da vida, sempre que é preciso trabalhar ninguém se chega à frente, quando é para o tremoço, somos todos amigos.

Lendo, ou adivinhando o que está escrito, a esplanada:
- Há poucos artigos de bom nível
- Há n problemas nos artigos, mesmo os destacados (fontes, qualidade, redacção, dimensão...)

E tudo é verdade:
- Temos um nº médio de bytes por artigo ridículo
- Em proporção as páginas no domínio principal são muito poucas
- Muitos artigos são auto-explicativos lendo as categorias e as infoboxes
- Muitos temas importantes têm artigos da treta (em qualidade e em kB)
- Muitas áreas estão cheias de pó

Exceptuando uma nota que gostava de deixar:
- Os artigos dos bots são bastante razoáveis!


Ideias
- Colaboração da semana para motivar as pessoas a trabalhar num tema sempre diferente e cuja interactividade seria salutar e cativante
- Organizar concursos usando o pecado mortal do orgulho para atrair gente

(a minha preferida, parece saída do gerador de LeroLero do Alexandre)
- Criar um ambiente de trabalho dinâmico e amigável em que seja um desafio constante e motivador a melhoria dos conteúdos, para isso reforçando a rede social atrás das logins


Conclusões
- Ideias razoáveis não têm resultados
- Pouca predisposição natural para fazer alguma coisa e havendo desaparece com o enredar na malha política wikipediana

(a minha preferida)
- És masé parvo


Pessoalmente penso que estamos a tentar segurar uma enguia para a forçar a trabalhar, há pouco comprometimento com o projecto, e quem o tem anda ocupado com tretas (a porcaria do vandalismo, discussões infindáveis em torno de PE, sanções de insultos, e esplanadascussões da batata crua) de tal forma que se esquece daquilo que ali a levou.

A minha receita é simples: pedidos a burocratas e... regiões da Arménia, o melhor remédio. (infelizmente ainda ando muito nas MR... é o vício)

publicado por EP às 10:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds